50 DONS DE VIDA

50 DONS DE VIDA

A vida é um dom. Se é dom, é doado. Se é doado, é doado por quem pode doar a vida, por quem tem domínio sobre a vida, por quem é soberano sobre a vida, por quem é criador da vida, por quem é a própria vida! Deus é o doador da vida. É a Ele em primeiro lugar que, hoje, agradeço imensamente o dom da minha vida nestes meus 50 anos. Deus o primeiro a ser servido. Tudo para a maior glória de Deus!

Também agradeço àquela que gerou o doador da vida em seu seio e se tornou Vida para iluminar a todos nós: Nossa Senhora, mãe de Deus e nossa mãe.

Agradecimento especial vai também àqueles que foram colaboradores diretos do doador da vida: meus amados pais Miguel e Wanda, não só por terem me gerado, mas me acolheram, me amaram, me educaram e me fizeram crescer não medindo esforços e sacrifícios. Muito obrigado! Junto deles, colaboraram para o meu crescimento como homem meus avós, tios, primos e todos os parentes que fazem parte de minha história.

Ao longo desses 50 anos muitos passaram pela minha vida. Alguns ficaram, outros seguiram seu caminho, mas todos deixaram sua marca: história construída, história que precisa ser agradecida. Obrigado!

Agradeço a Comunidade Católica Sagrada Família que me cerca de cuidados, carinho, amor, alegria, atenção – e às vezes de tensão! – mas sempre em oração para que eu seja fiel àquilo que o doador da Vida pensou sobre mim quando me doou a vida. Amém, assim seja! Nomear todos, impossível. Mas todos estão escritos em meu coração.

E por falar em comunidade, ou comunidades, Deus nos presenteia com Carismas irmãos e irmãos carismáticos, com quem vamos aprendendo, caminhando e crescendo. Quanto tenho a agradecer pela profundas e benéfica marcas históricas deixadas em minha vida à Igreja Católica na pessoa de tantos bispos e sacerdotes que fizeram e fazem parte da minha vida – por que não aos papas que vi de longe e que não me conheceram mas influenciaram a escrita da minha história, especialmente o papa da família são João Paulo II. Agradeço à Legião de Maria, à Renovação Carismática Católica, ao Monsenhor Jonas Abib e Comunidade Canção Nova, ao Moysés e Comunidade Shalom, ao Aluizio Nobrega e Comunidade Face de Cristo e, de um modo muito especial, aos grandes amigos Dilben e Andre Luis Botelho de Andrade e suas comunidades Comunidade Mar A DentroComunidade Católica Pantokrator.

Na comunidade aprendemos e ensinamos: “todos irmãos, alguns amigos e nenhum amigo equivocado” (Pe Giordano Cabra). Apenas direi “obrigado” e vocês entenderão: Obrigado Aloisio do Nascimento e Silvio Tonii!

Dom da vida! Tão precioso que não pode ficar desprotegido. Ele pensou em tudo. O melhor ninho para acolher e fazer desenvolver a vida é a FAMÍLIA! Para uma família vim ao mundo. De uma família saí (“Deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher… e serão uma só carne” cf. Gênesis 2, 24) para outra família formar e desta, outras multiplicar: meu solo sagrado, minha alegria e fortaleza, lugar do amor: Rosana Millan FasanellaRegina FasanellaPaulo FasanellaMiriam FasanellaNatália FasanellaBruno Onofrio Ccsf,Juliana Nascimento Rodrigues, etc, etc, etc… Sem o “seu” João Millan e a “dona” Mailda Millan não haveria Rosana e não haveria essa linda família. Obrigado queridos sogros, pela Rosana e pelo carinho com que fui acolhido nesta família.

O meu muito obrigado à família Nascimento, especialmente, o saudoso José Antonio e Maria José, que foram importantes responsáveis pela minha conversão. Gratidão eterna!

Um obrigado muito especial ainda aos “amigos do céu”: José e Maria, S. João Batista, Pe Pio, S. João Paulo II, Santa Teresinha do Menino Jesus e seus pais, os beatos Luís e Zélia Martin que me ajudam a caminhar nesta terra rumo ao prêmio que eles já alcançaram.

Que o Espírito Santo me conceda neste “Pentecostes da vida” (obrigado Pe Ricardo Pinto por essa inspiração) o amor e a fidelidade para cumprir o que o Senhor pensou e espera de mim. Que o meu sim, a minha vida doada seja sempre Presença, Profecia e Resposta para que cada família torne-se aquilo que deve ser: comunidade de amor. Obrigado Senhor!

Eu, filho, irmão, esposo, pai, genro, pregador, missionário, escritor, fundador, moderador, teólogo, filósofo…sim?! Não?! Também! Porém, filho amado de Deus.

Italo J. Passanezi Fasanella – 23/04/1965

Esta entrada foi publicada em Artigo, O Fundador. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>